Home / Serviços / O PIS pode acabar, veja o por que

O PIS pode acabar, veja o por que

O PIS ( Programa de Integração Social) é uma lei complementar de número 7/1970 que busca a integração do empregado do setor privado com o desenvolvimento da fonte pagadora.

Os empregados que tem direito ao saque do PIS, são as pessoas que foram cadastradas no fundo até 04/10/1988 e que ainda não sacaram o saldo do fundo do PIS. Esse valor ainda pode ser sacado de acordo com o calendário de recebimento. Para acessar o calendário, clique aqui.

Mas por que o pagamento do PIS pode acabar?

O pagamento do Abono pode estar chegando ao fim, o beneficio que garante o pagamento de um salário mínimo para trabalhadores de baixa renda, que estão de acordo com as regras do programa, pode estar com os dias contados. De acordo com Governo, será necessário o fim do PIS para utilizar o valor pago para cobrir um suposto rombo no regime de Previdência do país.

Conforme informações apuradas pelo Jornal o Globo, o benefício pode ser cancelado caso a Proposta de Emenda Constitucional que defende uma Reforma no INSS, não seja aprovada no Congresso Nacional. Segundo estudos do Governo, a reforma da Previdência Social traria ao país uma economia de R$678 bilhões em apenas 10 anos. Com a reprovação da medida, a solução para repor o rombo da previdência seria acabar como Abono Salarial e outros benefícios sociais.

Como posso consultar o valor disponível do PIS ?

Você pode consultar o valor do abono através da Internet, veja como:

  • Acesse o site da Caixa;
  • Clique em “Benefícios e Programas”;
  • CLique em “PIS”;
  • Em seguida, “Consultar Pagamento”.

Você também poderá realizar a consulta através do aplicativo Caixa Trabalhador, em que você terá o link de download na mesma pagina.

També é possível consultar através das lotéricas ou pelo atendimento telefonico da Caixa 0800 726 0207.

Gostou dessa oportunidade? Então compartilhe:

Check Also

Calendário de saque do FGTS

A partir do dia 13 setembro de 2019 os trabalhadores que possuírem contas do FGTS …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *